Sinta-se Em Casa

Entre. Puxe a cadeira. Estique as pernas. Tome um café, e vamos dialogar com a alma.



terça-feira, 31 de maio de 2016

Como se comportar numa Assembleia de Membros?

O livro de Atos dos Apóstolos bem como outras cartas do Novo Testamento narram o acontecimento de algumas Assembleias. Em toda a Bíblia elas acontecem. No Antigo Testamento o povo se encontrava para decidir questões à porta da cidade. Isto era uma Assembleia. 

Assembleia significa ajuntamento do povo de Deus para decidir questões importantes de como fazer a vontade dEle.

Aliás, o termo grego Ekklesia é derivado desse contexto. Igreja é isso: o ajuntamento do povo de Deus para discutir questões de como fazer a vontade do Cabeça da Igreja.

Quero destacar então uma Assembleia Extraordinária compartilhada por Lucas no Livro de Atos cap. 15. Ali, a questão era doutrinária com implicações práticas.

Numa certa altura a Assembleia ficou em silêncio, enquanto ouvia Barnabé e Paulo (At. 15.12). E quando terminaram Tiago tomou a palavra (At. 15.13).

Depois desse processo os apóstolos, os presbíteros e toda a Igreja decidiram escolher aqueles que fossem levar o parecer a Antioquia (At. 15.22).

E qual foi o parecer?

Pareceu bem ao Espírito Santo e a nós não impor a vocês nada além das exigências necessárias: Que se abstenham de comida sacrificada aos ídolos, do sangue, e da imoralidade sexual... (At. 15.28-29).


Outra Assembleia Extraordinária foi para a escolha dos diáconos (At. 6), bem como para o reconhecimento de missionários (At. 13). 

Em todas essas Assembleias o que fica evidente é a submissão da Igreja em ouvir e obedecer à voz do Espírito Santo, na busca de obedecer a vontade de Deus. 

Como pode ser isso? 

Somente se tivermos um mesmo pensar, um mesmo sentir e um mesmo agir tal como houve em Cristo Jesus (Fp. 2.2). Todo esse capítulo vai destacar o exemplo de Cristo sendo vivido não só por Paulo, mas por Epafrodito que quase morreu, arriscando a própria vida pelo Evangelho. E nesse contexto Paulo alerta sobre os perigos do partidarismo, das queixas, das preferências... 

Esse de ser o espírito de uma Assembleia de Membros.