Sinta-se Em Casa

Entre. Puxe a cadeira. Estique as pernas. Tome um café, e vamos dialogar com a alma.



segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Você Tem Vislumbre ou Deslumbre?

"Vislumbre" é aquela "luz tênue", "clarão meio fosco", "luz um pouco distante". De que serve enxergar uma luz que não é muito clara?

Vale enxergar porque embora esteja um tanto distante e não muito clara - por causa da distância - porque você sabe que ela está lá.

Qual sonho você vislumbra? Qual a esperança?

Se o que tem é um vislumbre é só uma questão de tempo para que aconteça o que você espera. O problema está quando se trata de um "deslumbre", pois ele é uma "luz forte que embaça a visão" - encanta, tira a noção da realidade, fascina. O "deslumbre" engana.

Hoje cedo vi que vislumbro a eternidade, a Segunda Vinda. É uma luz tão distante de mim, não por causa da luz, mas por causa da distância que eu mesmo me coloco dela. Mas, ela está lá. Eu não estou deslumbrado; não estou enganado.

Sabe qual a implicação disso? Quando desejos me envolvem e me provocam uma sensação de que eu estou perdendo a vida se não atendê-los, vejo que não passa de deslumbre enganoso. 

Então prefiro aquela "luzinha" atrás das montanhas. Essa parece tão distante, mas é tão real, tão confortadora, tão significativa, que sinto valer a pena optar por aquilo que parece não valer no momento em que gostaria de fazer valer o que não vale.

Um comentário: