Sinta-se Em Casa

Entre. Puxe a cadeira. Estique as pernas. Tome um café, e vamos dialogar com a alma.



sábado, 28 de setembro de 2013

A Essência da Vida entre os TERENAS

Preguei hoje à noite entre os Terenas (MS). Lugar onde a essência da vida pode melhor tomar o seu lugar. Provar o néctar da vida é muito melhor!

Provei da essência porque me tornei criança para explorar, sugar, o mundo desconhecido que está diante de mim.

Saboreei do néctar porque me derramei na simplicidade do Evangelho para ser entendido e vi que a limitação não era deles, mas minha.

Chupei o sulco da vida porque vi que viver é simples e que ter um pouco mais pode significar perder muito.

Mergulhei no mar da vida porque também aqui se destaca a oportunidade em ser apenas servo.

Enfim, percebi que preciso buscar metáforas e outras maneiras de dizer, para melhor descrever coisas que a alma prova com prazer, e só foram as primeiras horas de três dias incríveis... 

quarta-feira, 25 de setembro de 2013

Teologia da Prosperidade Não é Missão Integral

Por que alguém poderia se enganar e confundir Teologia da Prosperidade com Missão Integral? Somente confundiria quem não conhece o propósito de cada uma.

A Teologia da Prosperidade dá muita ênfase a questões materiais que não a questões sociais. Existe uma diferença entre a busca de bens materiais e a busca da sociedade e do próximo por completo.

O foco da Teologia da Prosperidade é egoísta, a motivação é pessoal. Normalmente ninguém participa de certos desafios para o bem do próximo. A questão é: “O que eu posso ganhar com isso?”

Já o propósito da Missão Integral é outro, é o próximo, o bem social, o bem da sociedade, o bem do homem por completo, a restauração plena do outro.

Protestantismo Não é Missão Integral

Depois que o Cristianismo se tornou a religião oficial do Império com Constantino (380 d. C.)a Igreja se desviou. Depois de muitas trevas, no período medieval, surgiu a Reforma Protestante (1517) que foi a salvação da Igreja.

A Reforma Protestante foi um movimento para a purificação da Igreja, mas não foi completa, e respeitando o contexto talvez nem pudesse ter sido. Os reformadores foram instrumentos de Deus para se levantarem, doutrinariamente, contra as indulgências, que era uma prática de valorização das boas obras em favor da Igreja, para a compra da salvação.

O foco contra as boas obras foi tão forte que Lutero chegou a questionar a inspiração divina da carta de Tiago. Ele via contradição entre a teologia paulina da justificação pela fé e da teologia prática das boas obras de Tiago.

Antes de uma crítica respeitamos aquele contexto. Eram necessários homens para “salvar” a sã doutrina.

Hoje estamos numa outra realidade. Podemos ter o ponto de equilíbrio, pois podemos olhar para séculos de História da Igreja e aprender. 

A Reforma Protestante inclusive deve ser imitada. Precisamos resgatar a consciência de “Sola Gratia, Solo Christus, Sola Fides, Sola Scriptura, Soli Deo Gloria”. A Igreja de nossos dias está precisando de uma Nova Reforma. Uma reforma de retorno à sã doutrina. Por outro lado, não podemos cair no extremo do “academicismo”. A teologia precisa ser prática, inclusive contemplar a vida por completo, inclusive o bem-social.

Precisamos sim de uma Nova Reforma, mas qual seria o perigo? O perigo seria de reproduzirmos uma postura de quem preza pela sã doutrina sem praticidade social, como se o bem pleno do ser humano fosse interesse extra-bíblico.

Teologia da Libertação Não é Missão Integral

Teologia da Libertação lembra a Missão Integral, mas tem uma proposta mais limitada: resume o Evangelho a ações sociais.

É mais uma sociologia teologizada que uma teologia socializada. A Teologia da Libertação: ”aliás, é mais uma ética do que uma teologia... Fierro, taxa a teologia da libertação como sendo apenas “linguagem teológica” ao invés de teologia propriamente dita.[1]

A América Latina, inclusive o Brasil, foi o berço dessacorrente teológica na década de 60 porque aqui havia uma ambiente propício a essa reflexão e práxis por causa da pobreza.

Mas, antes um pouco houve a Teologia Negra. Uma espécie de Teologia da Libertação em defesa dos negros discriminados na América.

As Comunidades Eclesiais de Base da Igreja Católica foram agências significativas nesse processo, e talvez por isso os teólogos que mais se destacaram na Teologia da Libertação foram católicos.

Houve também Rubem Alves como um teólogo protestante da libertação. Ele socializou tanto a teologia que assume hoje seu ateísmo.

Paulo Freire deu a sua contribuição como educador. Sua pedagogia libertária serviu aos teólogos da libertação.

A Teologia chamada da Libertação não está em nada relacionada com exorcismo ou qualquer prática ministerial de libertação espiritual.

A libertação a que se propunham é da miséria, das injustiças sociais e da desigualdade social, por isso a Teologia da Libertação é também uma ação de protesto social.

Somente a promoção justa e igualitária dos bens poderia promover a libertação.

Aqui temos a influência dos princípios do marxismo aplicados pelo comunismo. No entanto, não se trata de partidarismo político; é uma “teologia” mesmo.

HarvienConn e Richard Sturz, no livro Teologia da Libertação, dizem que os teólogos da libertação assumem as dimensões políticas da fé e a desprivatização da teologia.

A base principal é o próprio Evangelho sob a ótica de que Jesus atendeu a saúde do povo e supriu-lhes o pão de cada dia. E não apenas o fez como nos ensinou a reparti-lo. Jesus curou e alimentou.

A salvação que ensinou começa aqui, na Terra. Não é apenas celestial. Aliás, para a Teologia da Libertação é especialmente aqui.



[1]Teologia da Libertação, pg. 154.

Pare e Pense sobre a Missão Integral da Igreja!

Hoje se fala muito de Missão Integral. Mas, desde o Pacto de Laussane na década de 70 já havia essa visão: “O Evangelho todo, para o homem todo, para todo homem.”

A Missão Integral da Igreja hoje vem da Teologia Holística. Essa Teologia não contempla somente a espiritualidade do homem e do próprio Evangelho.

O homem bem como o próprio Evangelho não são apenas espirituais. Ou melhor, é uma espiritualidade que permeia todas as áreas da vida.

“Viver espiritualmente implica assumir as dimensões materiais da vida.” (Leonardo Boff em Vida Segundo o Espírito)

Não há um olhar discriminatório para as coisas tidas apenas como humanas. Questões sociais, psicológicas, relacionais, materiais, físicas etc., têm uma única origem: Deus. E tudo pra Ele é mesmo (Rm. 11.36).

A Teologia Holística não permite que ninguém viva flutuando. A proposta é de pisar o chão que todo mundo pisa, mas com um coração convertido. A diferença nem sempre está na maneira como se vive, mas na forma como enxergamos a vida.

É a prática do bem, pela prática do bem em si. É a consciência de que a glória de Deus é promovida não quando alguém se converte apenas, mas quando alguém é alcançado num gesto de serviço da graça.

Deus é glorificado quando assumimos o propósito da re-criação: as boas obras (Ef. 2.10).

Missão integral, na prática é: “...pão, sabão e salvação.” (Willian Booth)

Coloque as Coisas em Ordem (Tt. 1.5)

Precisamos depender do Senhor, precisamos também agir. Paulo desafia a Tito colocar as coisas em ordem e fazia parte disso silenciar aqueles que estavam prejudicando casas inteiras (Tt. 1.11).

Colocar as coisas em ordem era papel dele, não do Senhor. E é nossa, é tua responsabilidade. Então há coisas para as quais devemos parar de só orar e parar de só esperar.




terça-feira, 24 de setembro de 2013

Responsabilidade Diante da Graça

Perceptivelmente não merecemos a graça de Deus. A graça é favor que jamais merecemos e porque não merecemos não podemos achar que podemos agir levianamente.

A fim de que a graça de Deus não se torne barata, desprezível, precisamos ter responsabilidade diante dela. 

Responsabilidade diante da graça salvadora ao não pecarmos, responsabilidade diante da graça vocacional ao exercermos com zelo os nossos dons e ministérios e responsabilidade diante da graça cotidiana ao administrarmos bem todo bem que recebemos.


Hóspede de Um Anjo Por Um Dia!

Essa foto aconteceu na Times Square, mas isso não foi o mais interessante.

Tiramos essa foto e depois fomos ao Central Park, no entanto isso não foi o mais importante.

Essa imagem foi na ida para Pensilvânia, num teatro gigante para assistirmos "Noé", porém, isso não foi o mais marcante.

A foto que você vê foi antes de visitarmos a Vila dos Amish, aquele povo que vive como se estivesse no século passado, mas isso não foi tudo.

O que então foi o mais interessante, o mais importante, o mais marcante e "o tudo" no dia dessa foto?

A resposta você não vê na foto, porque está no coração desse jovem aí. Ele é o Flávio, esposo da minha prima Fernanda. E o que se destacou com tanta força foi a sua renúncia pessoal e investimento para que eu pudesse viver esse dia.

Ele alterou a agenda no trabalho, e ficou fora um dia. Deixou a sua esposa, de quem não larga um minuto. Alugou um carro especialmente para esse dia. Assumiu as minhas despesas, de uma viagem de quase 24 horas. 

O que dizer? Que Deus levanta "anjos hospitaleiros". Em Hebreus (13.1-2) homens sem saber hospedaram anjos, e eu sem saber fui hóspede de um, por um dia especial.

MEMÓRIAS DA NOVA INGLATERRA

segunda-feira, 23 de setembro de 2013

Ele Deixou a Sua Marca!


Você já percebeu que a criação revela o Criador? Ela revela tanto da divindade e seus atributos que alguns, não entendendo, acham que a coisa criada é o próprio Criador (Rm. 1.18-25).


Deus deixou a sua marca não apenas nas coisas visíveis a olhos nus. Ele deixou a sua marca para que os cientistas também pudessem ver. Eles viram e testemunharam.

Essa foto é do centro da chamada galáxia do redemoinho. Ela fica perpendicular a nossa galáxia e quando os telescópios da NASA tiraram essa foto, nela aparece uma cruz. 

Essa foto nos faz lembrar de Apocalipse 13.8 que diz que o "Cordeiro foi morto antes da fundação do mundo." Aliás, esse é o centro de todas as coisas. Todas as coisas somente têm sentido por causa da morte de Jesus. A morte de Jesus é a intervenção central de Deus na História. Nada tem sentido se perder a perspectiva da Redenção em Cristo Jesus. A Cruz de Cristo, o Seu Sacrifício por nós, redime todas as coisas.

E sua vida tem sentido? 

Ela ganha significado a partir da Cruz de Cristo, pois você precisa estar crucificado com Cristo, quando não mais é você quem vive - mas, Cristo, Cristo mesmo, quem vive em você (Gl. 2.20). 

"Ele é antes de todas as coisas, e nele tudo subsiste." (Cl. 1.17) 

Se Ele é antes de todas as coisas e nEle tudo subsiste, seria muito pensar que Deus deixou a marca dEle na Criação? 

Vamos olhar mais para o Criador  a partir dos "sinais-de-lembranças" que Ele deixou pra nós? Pois "Os céus manifestam a glória de Deus e o firmamento as obras de suas mãos." (Sl. 19.1)




(Obs.: Essa é a galáxia do redemoinho. E o centro dela é a foto acima. (Foto NASA). E essa reflexão faz parte das MEMÓRIAS DA NOVA INGLATERRA em conversa com Jônathas Carvalho, estudante do curso de Biologia da University of Massachusetts-Boston).

Grandes Líderes Terminam Sozinhos!

Grandes líderes terminam sozinhos? Que absurdo! Por que alguém poderia pensar assim? 

Talvez porque o maior de todos, Jesus, terminou praticamente sozinho. E o segundo depois dele, Paulo, quase sozinho. Nesses dois casos havia alguém para consolar. Naquela situação de Cruz João e Maria, e nessa situação também de martírio somente Lucas, e talvez João Marcos.

Claro que não posso induzir a partir desses dois casos. Poderia citar alguns outros pastores que conheci, mas ainda assim não seria pesquisa suficiente. Então porque estou dizendo que grandes líderes terminam sozinhos?

Porque gosto de pensar que é necessário que terminem sozinhos por duas razões semelhantes: 1) solitude; 2) solidão.

Jesus, Paulo e outros que conheci terminaram quase sozinhos porque lhes estava reservado um tempo de memórias e re-memórias confortantes, e oportunidade de focar o que naquele momento seria o interesse maior e único: aspirar a glória prometida. Isso é solitude! É tempo bom que não é solidão.

E Hitler? Quais foram as suas memórias finais? Não poderia se deleitar nem na vida nem na pós-vida. Então seus últimos instantes foram de solidão, obviamente. Assim também foi o caso de Getúlio e quase foi o caso de Collor ao pegar a arma na casa da Dinda e tremer de angústia pra se matar.

O que você está semeando para suas memórias de despedida?

domingo, 22 de setembro de 2013

Encontros e Desencontros Divinos!

Eu não iria pra Mirante da Serra (RO) e fui. Eu iria pra Sampopemba (SP) e não fui. O que aconteceu? Os homens não me escolheram lá, mas Deus sim? Os homens me escolheram pra aqui, mas Deus não?
 
A quem atribuir esses encontros e desencontros? Eu não me preocuparia com o diabo, porque até quando ele age, na verdade é Deus quem está agindo em sua soberania.
 
Não foi assim com Paulo? Tanto quando o Espírito agiu bem quando Satanás agiu, ele estava sob o cuidado do Senhor.
 
E, passando pela Frígia e pela província da Galácia, foram impedidos pelo Espírito Santo de anunciar a palavra na Ásia. E, quando chegaram a Mísia, intentavam ir para Bitínia, mas o Espírito não lho permitiu. E, tendo passado por Mísia, desceram a Trôade. E Paulo teve de noite uma visão, em que se apresentou um homem da Macedônia, e lhe rogou, dizendo: Passa à Macedônia, e ajuda-nos. E, logo depois desta visão, procuramos partir para a Macedônia, concluindo que o Senhor nos chamava para lhes anunciarmos o evangelho." (Atos 16:6-10)
 
"Por isso bem quisemos uma e outra vez ir ter convosco, pelo menos eu, Paulo, mas Satanás no-lo impediu." (1 Tessalonicenses 2:18)
 
E você? Entende que quando faz sua parte e mesmo assim alguma coisa não dá certo, Deus está no controle? Entende que ao não fazer tudo que deveria e ainda assim dá tudo certo, a graça divina o alcançou?
 
Mas, como entender os "porquês"? Não precisamos entender. Precisamos confiar.
 

sexta-feira, 20 de setembro de 2013

Facebook é Igual Carro!

Facebook é igual carro. Sabe por quê? 

Qualquer um hoje pode ter; 

Leva você pra onde você deseja ir; 

Afasta você de casa; 

Vai com você para o trabalho;

Abre as portas para o flerte e a imoralidade;

Pode provocar gastos não-planejados;

Serve para você se exibir;

Todo mundo parece mais bonito e viver bem;

O tempo passa e você não vê; e,

As crianças não podem, mas têm acesso.

Então carro e facebook não prestam? Depende. Até nisso se parecem. Depende de como você os usa.

Eles podem servir também para:

Levar você a quem se deve ir; 

Aproximar pessoas que se amam e se respeitam; 

Ser um instrumento de trabalho e lucro;

Refletir a beleza que existe, inclusive interior; e,

Conduzir você a passeios que valham a pena.

Então a questão não é o carro nem o facebook. A questão "seu moço" é o seu coração!

Não Deixe Apagar a Chama! (2 Tm. 1.6)

Só consegue manter a chama viva, do chamado, aquele que foca os bons exemplos, a Palavra, a graça, o próprio ministério. E ainda não teme a terribilidade dos últimos dias, nem se angústia desesperançosamente porque foi abandonado.


Ei Homem de Deus! Fuja Dessas Coisas! (1 Tm. 6)

Só foge das coisas tolas e transitórias cujo coração espera a manifestação final do Senhor Jesus. 

Esses tem autoridade para falar contra os tolos e os ricos, porque não vivem amando o dinheiro nem qualquer outra futilidade.

É SÓ CLICAR E ASSISTIR:

quinta-feira, 19 de setembro de 2013

Quantos Anos Você Tem Pela Frente?

Essa pergunta não é provocativa. Não estou incitando ninguém a se orgulhar achando que pode garantir o seu próprio futuro. Também não desejo descobrir a idade de ninguém, nem tão pouco fazer desanimar quem se considera já quase indo. E ainda espero que ninguém fique atordoado ao se preocupar com isso.

O que eu estou querendo então?


Quero junto com você viver intensamente o dia de Hoje, a cada dia que o Senhor nos permitir viver.


Sabe por quê?


Porque não podemos medir quanto tempo falta. A lógica nos engana. Tem gente "passando muito" e com boa saúde e há outros que vão tão cedo, e ainda aqueles que perdem a vida preocupados em perdê-la.


Mais vale um dia bem vivido que muitos outros amarguradamente. Então viva a vida! 


"Tudo quanto te vier à mão para fazer, faze-o conforme as tuas forças, porque no além, para onde tu vais, não há obra, nem projetos, nem conhecimento, nem sabedoria alguma" (Ecles. 9:10).


O tempo é aqui e agora, pra tudo. Só deixe pra amanhã o que não pertence a você.


Aprendendo com o Escravidão!

Somente depois da Lei Eusébio de Queirós que proibia a importação de escravos africanos para o Brasil e da Lei do Ventre Livre que considerava livre os filhos dos escravos nascidos a partir de 1871, e também da Lei dos Sexagenários que libertava todo escravo a partir de 65 anos em 1885, é que o Brasil chegou à Lei Áurea da Princesa Isabel em 1888.

Até então os escravos eram oprimidos e castigados. Muitos fugiram para os Quilombos, uma espécie de auto-independência. Ainda assim portugueses e holandeses tentavam trazê-los de volta e não conseguiram durante 80 anos de conflitos com o Quilombo de Palmares, o qual venceu mais de 30 expedições.

Como era a vida de um servo de Deus nesse período? Enquanto escravos deveriam trabalhar de verdade? Deveriam trabalhar não por causa das chibatadas? Deveriam trabalhar de coração? Só conseguiriam ser espirituais se fizessem o seu trabalho como sendo para o Senhor? 

Sim. A sujeição aos senhores feudais, aos militares, aos ditatores etc deve contemplar uma "relação metafísica". Assim é com a obediência a todas as outras autoridades. Os filhos, as esposas, as ovelhas, os servos, os trabalhadores, os alunos devem se relacionar com seus pais, esposos, pastores, senhores, patrões e professores como se estivessem servindo ao Senhor.

Aí está a espiritualidade! Aliás a nossa vida toda só tem sentido se toda ela for vivida, relacionada, focada, a partir do Criador.

"Porque dele, por ele e pra ele, são todas as coisas. A ele seja a glória pra sempre. Amém." (Rm. 11.36).

terça-feira, 17 de setembro de 2013

Eu Fotografei o Supla e o João. E Daí?

Essa foto eu tirei no aeroporto de Brasília. O que aprendi nessa vivência?

Sempre olhei o Supla como um cara que se fazia de legal pra chamar a atenção. Eu suponha que ele tinha aquele jeitão espalhafatoso e brincalhão só pra fazer média na TV.

O que vi foi a mesma pessoa pessoalmente. Ele atendia todo mundo que chegava. Conversava e brincava com criança, com moça bonita e com senhores.

Podemos aprender alguma coisa? Sempre podemos aprender. A primeira lição é não julgar alguém pela aparência. Ele parece "doidão", mas é um "doidão legal". Segunda lição: seu irmão, o João, que está de costas parecia não se incomodar que a maioria tirava foto só com o Supla e não com ele. Parece-me que eles administram bem essas diferenças - sem orgulho e sem inveja. Terceira: eles precisam de Jesus e foi o que eu pude pedir ao Senhor em oração naquele momento. Lamento não ter tido ao menos um folheto naquela hora.

Enfim, mesmo com os "malucos-beleza" podemos aprender alguma coisa. Quanto pastor não anda com essa humildade. Só porque é uma "autoridade" anda com o nariz empinado e já alguns já nem querem mais estar no meio do povo.

Você Já Decidiu Ser Feliz e Estar Mais Alegre?

A felicidade não primeiramente circunstancial. Ela não depende de fatores externos a nossa alma.

Antes da alegria porque ganhamos algum presente, compramos alguma coisa, comemos aquela comida, conquistamos aquela pessoa, atingimos a nossa meta etc. precisamos ter já um coração agradecido.

Se o coração é triste essas coisas todas alegram por muito pouco tempo. É tudo muito passageiro.

Quando temos uma postura de alegria e gratidão mesmo que não aconteçam as coisas que tanto queremos, vamos lutar com muita esperança.

Qual o remédio pra quem costuma ser triste, ou estar mais "pra-baixo" que o normal? 

Ouça de coração aberto agora: "Vinde a mim todos vocês que estão cansados e sobrecarregados e eu os aliviarei e então acharão descanso para alma, porque Eu Sou manso e humilde de coração. Aprendam de mim!" (Mt. 11.28-30)

Esse é um chamado de Jesus pra você que anda triste, com o coração pesado, que senti a alma amarrada e afundada em emoções profundamente nocivas. 

Seja livre em Jesus! Mesmo você que já o encontrou, mas por questão até de saúde tem sofrido tanto. Tome uma decisão, levante a cabeça, e seja feliz nEle. Olhe pra vida com os olhos dEle. Ele vê a vida abundante pra você! 

Ainda que seja necessário buscar ajuda médica e profissional a sua postura precisa contemplar o melhor de Deus, nesse processo. E isso é atitude de alma. É espiritualidade (Sl. 23).

Tributo a Jethro Canuto

Eu conheci esse "homem de Deus" há mais de 20 anos atrás quando ainda era um seminarista. Aliás estava ainda no meu primeiro ano e ele era Secretário de Atividades Ministeriais da UIECB. Ele desenvolveu um projeto de oportunidade aos seminaristas: cada um deveria pregar em uma igreja diferente ao menos uma vez por mês. De lá pra cá nunca mais parei. Ali encontrei o meu perfil ministerial de abençoar outras igrejas locais, o que faço até hoje.

Essa não foi a maior bênção. O que ele deixou mais? Um homem idôneo e irrepreensível e também culto em sabedoria.

Gostava de ouvi-lo e fazia ele menção de poemas da literatura em suas pregações. Hoje eu faço o mesmo, inclusive me graduei em Letras. Bom exemplo é pra ser imitado e não apenas admirado!

Há cerca de 3 anos atrás ele sofreu um acidente  e quebrou o fêmur. Tive o privilégio em vê-lo pela última vez. Quando cheguei ele estava acamado. Fazendo o quê? Lendo. E com um espírito jovial e alegre fazia as suas considerações da revista que lia. Não era uma revista de Escola Bíblica. Era uma revista comum. Ele sabia apreciar a vida amando a Deus.

Sorrimos um pouco, aprendi com as suas considerações e então eu, o Pr. Sebastião Anacleto, ele próprio e sua esposa, cantamos e participamos da última ceia, juntos.

Obrigado Senhor porque conheci um modelo pra eu ver Jesus e segui-lo.

(Obs.: Alguns leram essa postagem e destacaram a lembrança do sorriso constante e também as visitas que fazia. Sempre com muita simpatia. Marcas de sua personalidade e ministério, e postura que muitos pastores tem perdido).

segunda-feira, 16 de setembro de 2013

Você Tem Vislumbre ou Deslumbre?

"Vislumbre" é aquela "luz tênue", "clarão meio fosco", "luz um pouco distante". De que serve enxergar uma luz que não é muito clara?

Vale enxergar porque embora esteja um tanto distante e não muito clara - por causa da distância - porque você sabe que ela está lá.

Qual sonho você vislumbra? Qual a esperança?

Se o que tem é um vislumbre é só uma questão de tempo para que aconteça o que você espera. O problema está quando se trata de um "deslumbre", pois ele é uma "luz forte que embaça a visão" - encanta, tira a noção da realidade, fascina. O "deslumbre" engana.

Hoje cedo vi que vislumbro a eternidade, a Segunda Vinda. É uma luz tão distante de mim, não por causa da luz, mas por causa da distância que eu mesmo me coloco dela. Mas, ela está lá. Eu não estou deslumbrado; não estou enganado.

Sabe qual a implicação disso? Quando desejos me envolvem e me provocam uma sensação de que eu estou perdendo a vida se não atendê-los, vejo que não passa de deslumbre enganoso. 

Então prefiro aquela "luzinha" atrás das montanhas. Essa parece tão distante, mas é tão real, tão confortadora, tão significativa, que sinto valer a pena optar por aquilo que parece não valer no momento em que gostaria de fazer valer o que não vale.

sábado, 14 de setembro de 2013

O que Sei é Que Não Estava Sozinho!

Hoje conversei com um peruano que passou 4 anos em Moscou, enviado pelo governo de seu país. O período foi aquele da URSS quando o Comunismo dominava o país.

"Coincidentemente" foi por essa ocasião (1961) em que o primeiro homem chegou a lua: o russo Yuri Gágarin.

Sabe o que esse  pesquisador peruano - agora irmão - disse que ouviu na época, mas o governo russo não permitiu divulgar?

Um repórter perguntou o que Yuri havia visto, ao que respondeu: "O QUE SEI É QUE NÃO ESTAVA SOZINHO". Ele se referia a presença marcante de Deus.

E você em seus projetos, lutas, sonhos, dificuldades, solidão? Sente-se sozinho?

"O QUE SEI É QUE VOCÊ NÃO ESTÁ SOZINHO!"

De Mirante da Serra (RO)

sexta-feira, 13 de setembro de 2013

O Que Está Fora da Lista?


Sempre temos uma lista de prioridades. Estabelecemos o que supostamente seja o melhor.

Quais os critérios? Normalmente definimos a partir das nossas vivências.

Não deveríamos ter um padrão acima de nós mesmos?

Hoje, de madrugadinha, indo para Rondônia estava lendo 1 Timoteo 3. O assunto era a qualificação dos obreiros.

Li e comecei a pensar nas coisas que estão fora da lista bíblica, mas que são alta-prioridade na lista de muita gente, de muitas igrejas.

O que faz parte da nossa lista?
Que o obreiro fale bem e tenha uma retórica convincente? Que fale uma outra língua? Seja alto e bem aparente? Tenha uma esposa pianista? Tenha formação superior? Família com no máximo dois filhos? A NOSSA LISTA E INTERMINÁVEL...
Sei que cada realidade requer um obreiro que se adeque, por outro lado, qual a lista que tem maior peso?
Que as listas de nossas exigências, em todas as áreas, sejam submetidas a Lista de Deus.
 
De Brasília.

quarta-feira, 11 de setembro de 2013

Graça, MISERICÓRDIA e Paz!

Acabei de folhear e comparar os primeiros versículos de todas as cartas paulinas. Paulo invoca a graça e a paz em todas elas, exceto ao escrever para Timóteo.

Ele afirma a Timóteo: "graça e paz", mas acrescenta "misericórdia". Será que é por que se trata de um jovem pastor diante das ameaças de homens mais experientes?

Pode ser simplesmente por causa da perseguição que Paulo tinha conhecimento. Em tempos de perseguição precisamos de uma graça mais específica. Pedro escreve aos crentes que passam por perseguição na chamada Dispersão e invoca sobre eles "graça e paz" e acrescenta "sejam multiplicadas".

A situação de perseguição pede "graça e paz multiplicadas" e um acréscimo de "misericórdia" para o enfrentamento e a perseverança.

Que elas nos sejam multiplicadas.

terça-feira, 10 de setembro de 2013

Admiro o "Fingimento" dos Poetas!

"O poeta é fingidor/ Chega a fingir que é dor/ A dor que deveras sente". (Fernando Pessoa) 

Esse "fingimento" não tem problema. Não é hipocrisia; é poesia.


A poesia permite ao poeta, somente ao poeta, o fingimento.


O poeta é assim: não só finge, mas finge que finge. 


Quando finge todo mundo pensa que é verdade, e quando é verdade todo mundo pensa que está fingindo.


Que lindo! Estou emocionado!


(Obs.: Se vc acreditou, estou fingindo; e se não acreditou, é verdade). Rsss.

Ninguém Está Aqui Pra Ganhar Dinheiro!

Eu disse isso numa pregação: "Ninguém Está Aqui Pra Ganhar Dinheiro! Temos uma missão!" Não havia planejado, e disse. Afirmei confrontativamente. Só no dia seguinte pude perceber o tom profético dessa fala.

Quem me ouvia era um grupo de imigrantes brasileiros e portugueses em Massachusetts.  Eles vieram de cidades diferentes e comunidades diferentes. Mas tinham algo em comum: a mesma fé, o mesmo Senhor, e estão para trabalhar muito e melhorar a vida de suas queridas famílias. As oportunidades na América são realmente especiais.

Esses irmãos demonstram temor do Senhor, se reúnem toda semana, pregam o Evangelho com sinceridade, encontram em suas respectivas comunidades um porto seguro e a identificação da situação comum de exílio.

Perigo natural: tornar esse porto seguro apenas um lugar de amizade e não de agência proclamadora e discipuladora para além de suas paredes. Aliás esse risco também corremos aqui no Brasil. Parece ser essa a tendência da Igreja pós-moderna.

Agora você pode entender o peso do que foi dito, e eu também. E pelo que percebi eles também entenderam e receberam como fala do Senhor. 

Que Ele seja louvado e que ouça quem tem ouvidos, o que o Espírito diz às Igrejas.


MEMÓRIAS DA NOVA INGLATERRA

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

Eu Tirei Uma Foto de Deus?

O que você vê nessa foto? Só a asa de um avião? Apenas nuvens? O que poderia ver uma criança nessa mesma foto? (Eu gosto das crianças. Jesus gosta delas porque elas conseguem enxergar além das nuvens).

Eu acabei de experimentar um pouco dessa ingenuidade que permite “olhos de ver” uma realidade mais profunda além dos olhos.

Você já sabe quem eu vi? Eu tive a bênção de contemplar depois do horizonte, acima das nuvens, a glória que se revela a quem olha para as Escrituras. Eu olhei e vi “o Alto e Sublime, que habita os Céus dos céus" (Is. 57.15), "Aquele que cavalga nas nuvens” (Dt. 33.26).

Ele também habita do lado de que cá da "janelinha". Aliás, só estamos aqui – não simplesmente porque existem turbinas, mas porque Ele é o Sustentador de todo o Universo. 

Ele a todos sustenta, inclusive a você que agora lê o que aqui de cima escrevi, e que nunca deixou de ser visto e percebido por Ele.

Dos Céus do Panamá onde Deus também está (02.09.13).


MEMÓRIAS DA NOVA INGLATERRA

Foi Um Presente Conquistado?

Presente é dádiva. Presente a gente ganha, a gente dá. Conquista não parece combinar com presente. Conquista tem a ver com mérito e trabalho, presente não. Presente é graça.

Mas há recompensa que soa como presente porque embora tenhamos alguma participação vemos a graça que nos assistiu.

Foi assim que ganhei/conquistei um ultra-book do qual escrevo essa reflexão. 

Tive ajuda de gente querida, mas como não tinha recursos suficiente para comprá-lo e resolvi aproveitar o excelente preço, fui fazer lanscape (jardinagem), e num outro dia fui lavar e lixar carro numa oficina.

Depois de poucos dias pude ganhar/conquistar o que há anos  pedia ao Senhor.

Assim é a vida: vivemos ganhando/conquistando bênçãos do Pai. Que Ele nos ajude a desfrutar da graça que não merecemos e também fazer por onde merecer o que for responsabilidade nossa.


MEMÓRIAS DA NOVA INGLATERRA

sexta-feira, 6 de setembro de 2013

O que Ele Falou Dela Pra Mim?

Sempre sofri muita saudade longe de casa, mesmo por poucos dias. Mas os dias multiplicados vão ganhando uma força a mais, se prolongam, alguns chegam a se eternizar e a angústia destrói o coração.


Dessa vez eu ouvi o Senhor com base em 1 Co. 7. Ele me disse: “Não quero o que você e sua família não podem me dar. Outra coisa: a sua ocupação mais nobre é a sua esposa. Ela é minha filha. E eu faço questão que a priorize. Se você cuidar muito bem dela, muito mais vou usá-lo pra Eu mesmo cuidar da minha (a Igreja).”

 Então como aplicar na prática essa Palavra se também tenho convicção do meu chamado às nações?

Decidi sair para longe, em situações especiais, por uma semana no máximo e se tiver que passar dias na estrada me disponibilizarei por apenas 10 dias no total. Ou então que vá a família toda.

Em outras palavras o Senhor me disse: “Cuida da sua esposa porque eu sei cuidar da minha)”.


Série: MEMÓRIAS DA NOVA INGLATERRA

quinta-feira, 5 de setembro de 2013

Memórias da Nova Inglaterra

Tive oportunidade de explorar a região de New England – de Boston, passando por Nova Iorque até a Pensilvânia.

Foram dias incríveis porque tive contato direto com aquilo que conhecia, lendo os livros sobre os Puritanos – esses “Gigantes de Deus” como escreveu Richard Baxter.

A chegada dos Pelgrins no navio Mayflower morrendo pelas pragas e frio rigoroso, mas ao mesmo tempo inaugurando o feriado mais importante da América: o dia de Ações de Graças.

Os templos que eram grandes catedrais do Evangelho na boca de gente como Jonathan Edwards, que pregou “Pecadores nas mãos de um Deus irado”.

Lugar onde está a praça central da Independência norte-americana, trazendo orações e declarações teológicas profundas da consciência de um Deus que intervém até nas Guerras.

O que mais? Muitas outras vivências que passo a compartilhar nas próximas postagens.