Sinta-se Em Casa

Entre. Puxe a cadeira. Estique as pernas. Tome um café, e vamos dialogar com a alma.



segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

Eu Conheci Uma Moça de Santa Maria

Eu conheci uma moça de Santa Maria nesse domingo. Ela testemunhou na Igreja Evangélica de Barreirinha em Curitiba.

Ela se desmanchou em lágrimas porque conhecia várias vítimas da tragédia na boate.

Aquela moça pediu a atenção de intercessores em oração.

Lamentou não ter falado de Jesus para um jovem que estudou com ela na faculdade.

Pediu por uma mãe que perdeu quatro filhos.

Enfim desafiou a Igreja para que ore e aproveite as oportunidades porque é muito doloroso quando alguém vai e você sabe que poderia ter ouvido de sua parte.

De Ortigueira - Paraná

quinta-feira, 24 de janeiro de 2013

Quando é Bom Ter Inimigo?

Uma pergunta dessa só pode surgir na cabeça de quem perdeu o sono mesmo. Só pode! Rsss. Mas, já que surgiu decidi escrever...

Pensei: "Sabe que é bom ter inimigo?" Por quê?

Porque Jesus falou que nenhum discípulo seu é maior que Ele. E se o perseguiram, também nos perseguirão. E mais tarde Paulo caminha no mesmo viés ao dizer pra Timóteo que todos aqueles que quiserem viver piedosamente serão perseguidos. (Não me peça referências a essas horas). 

Então temos um grande e bom motivo pra agradecer pelos inimigos: nos parecer com Jesus.

Outro motivo interessante é que os inimigos são como "calos" nos pés. Eles trazem aquele santo incômodo de nos voltar sempre para o conforto no Senhor.

Pensei num outro bom motivo: os ataques de nossos inimigos mostram a nossa fragilidade e destacam a glória de Deus. Já pensou se fôssemos unanimidade? O orgulho seria inevitável.

Bom. Chega de pensar em inimigos e nas perseguições. Espero agora abraçar meu bom amigo de todas as noites: o sono, meu querido sono.

quarta-feira, 23 de janeiro de 2013

Faça o Melhor

A competitividade é saudável quando cada um reconhece o seu espaço e os seus limites.

Há também aqueles não têm um espírito aguerrido de luta. Eles tem um espírito soberbo de serem sempre os melhores. E então competem até com que não está dentro da competição. É só haver um ameaça que se inicia até uma perseguição.

A vida é para ser vivida com garra. Competir quando necessário. Nunca pra ser melhor que ninguém. Mas, fazendo e dando o melhor de si mesmo. 

Aliás, são esses que se tornam os melhores. Aqueles que não estão competindo para serem os melhores, mas estão na competição porque estão fazendo o que amam. E o resultado vem.

Lute, ame, viva, se entregue. Faça o melhor. Dê o melhor de si pra glória de Deus, sem se preocupar se alguém está fazendo melhor que você. E sem se esquecer que mesmo nunca competição não deixamos de ser servos.

terça-feira, 22 de janeiro de 2013

Vacas Magras e Moribundas

Choramos aqui em casa quando vimos ontem a reportagem do Fantástico sobre os atrasos nos canais a partir do Rio São Francisco. Se o "velho chico" (assim conhecido) já estivesse estendido o seu braço através do Governo Federal o cenário seria outro.

O que vimos? Muitas vacas moribundas que talvez não mais amanhecessem. E quantas outras já secaram? Já secou também a esperança nas obras não terminadas. E restou apenas a esperança de que chova de repente. Bênção que não lhes acontece há mais de um ano inteiro.

Como reagimos a essa situação? Desligamos a TV e oramos pedindo a misericórdia do Senhor sobre aquele povo. E nos confortamos em saber que Deus não deixará impune tais injustiças.

Escrevo agora cheirando a chuva da esperança e da graça de Deus naqueles sertões nordestinos.

sábado, 19 de janeiro de 2013

Como Desfrutar as Férias?

As Férias não podem ter um fim em si mesmo. Ninguém deve fazer das Férias a sua razão de vida e o propósito maior de seu trabalho.

As Férias devem ser encaradas como tempo de refrigério e renovo para que a vida seja encarada com maior capacidade. 

São as Férias canalizadas pra vida e não a vida todo para as Férias.

E como vivenciar as Férias?

Tempo livre pra se fazer o que normalmente não se faz.

Tempo livre do tempo cronológico do relógio. Maior liberdade.

Algum planejamento pra não ser perder, mas sem a rigorosidade do agendamento médico, profissional, escolar etc.

Tempo pra dormir mais e também cochilar. 

Tempo para os programas em família. Comer juntos. Passear juntos.

É tempo sem compromisso que estressa, que requer demais. 

Que cada um procure o que mais liberta. Boas Férias!

segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

Elas Estavam Sozinhas

Você já esteve no Hospital Servidor Público Estadual? Já caminhou em volta dele todo?  Viu de um lado a AACD (Associação de Assistência à Crianças Deficiente)? Foi o que vi hoje enquanto esperava o meu sogro que passou por uma simples cirurgia.

Vi muito mais que isso! Enquanto contornava aquele quarteirão de Hospitais eu vi mães carregando crianças. As crianças que vi tinham entre 5 e 12 anos. Elas chegavam de táxi e ônibus e algumas de carros. Elas chegavam sozinhas e vi uma sendo acompanhada pela família.

O que significa essas mães sozinhas? Uma realidade da maioria delas.

Homens não comprometidos. Que não "aguentaram" as vicissitudes da vida. Onde eles estão? Namorando outras em situação "normal" de vida. E outros constituindo uma outra família sem esse tipo de fardo.

Essas mães me impactaram. Elas se privam da vida. Aliás viver pra elas é o prazer de lutar pelo filho (a) querido (a) todo dia. Elas se anulam numa oferta diária. Elas jamais deixariam aqueles garotos de 12 anos sem trocar uma fralda.

"Meu Deus! Renove-as. Abençoe estas guerreiras. Multiplique as forças de quem revela o Teu amor todo dia. Recompense aquelas que não se escondem em meras palavras de amor.

domingo, 13 de janeiro de 2013

Por que nos Assustamos?

Por que você ainda se assusta com a atitude de alguns que o cercam? Por que surpresa diante daqueles que você já conhece? Por que admiração com o que o homem é capaz de fazer, se a Bíblia já diz o que ele pode fazer?

Aconteceu com Jesus. Ele estava em Jerusalém, na festa da Páscoa, e ao fazer milagres muitos creram. Mas, Jesus não foi inocente a respeito deles "...pois ele bem sabia o que havia no homem." (Jo. 2.23-25)

Então vamos parar de nos decepcionar um pouco - por um lado. Por outro, vamos parar de creditar demais. Afinal só se desaponta quem "põe a mão no fogo".

A dose certa é entender que não podemos fazer do homem mortal o nosso braço forte e que, apesar disso, Deus levanta homens de verdade. Esses são demonstrados ao longo da vida e não em uma "conversinha de verão". Esses são demonstrados no caráter e não na "lábia". 

Será que podemos nos assustar menos?

quinta-feira, 10 de janeiro de 2013

Delícia Frágil!

Eu não queria postar essa reflexão, mas um dia precisaremos dela.

Essa semana acordei e ao tomar meu filhote mais novo nos braços, pensei: "Deus dá, Deus tira". E logo em seguida recebi uma notícia temerosa sobre a dilatação de seus rins.

Pensei. Estou sendo preparado para o pior? 

E me vieram os questionamentos:

Quem disse que seria o pior? O pior pode não ser o pior? Pior sob o olhar de quem?

Devemos estar preparados sempre. Pode ser ele logo ou qualquer um de nós, ou dos nossos.

Tivemos as mesmas preocupações com o Thales numa determinada fase. Sabe aquela sensação: "Esse garotinho é muito especial para permanecer entre nós. Ele está acima da nossa dignidade"?

Você conhece o sorriso do Murilo? É angelicalmente impactante. Sorri de graça e pela graça divina. Parece que o tempo todo ele é um enviado divino para tornar o nosso mundo melhor. Acredito que se um dia se tornar só lembrança ainda assim terá valido a pena.

É uma despedida? É uma despedida dele, minha, sua que lê agora, dos outros que nos cercam.

Todos os dias deveríamos nos despedir. Sabe por quê? 

Porque a vida de todos nós é incerta a todo segundo.

Porque ninguém que esteja com saúde pode garantir nem um pouco de sua própria existência.

Porque até os doentes envelhecem e se cansam de tanto viver.

Porque quando nos colocamos sob o olhar da despedida sugamos mais o néctar da vida. Valorizamos mais as oportunidades. Curtimos o que as pessoas tem de melhor. Tratamos com mais atenção e carinho. Não adiamos as boas ações.

Até breve. Aqui ou na glória! (Pra você também. Rssss.)

Dinheiro Público. Nada Ficará Impune!

Vi hoje a reportagem de um médico que não comparecia aos seus plantões e engarfava quase cinco mil reais mensais, dos cofres públicos, num contexto de extremas necessidades sociais da clientela do hospital. Soma-se a morte de uma criança, por falta de médico plantonista no dia em que ele deveria estar lá.

O que devo eu fazer?

Primeiro orar com esperança de que casos assim sejam descobertos e punidos. E a justiça aqui seja feita em meio a tantas injustiças.

Depois uma postura de zelo pelo patrimônio público que nos pertence. E como cidadãos denunciar os abusos e requerer o cumprimento da lei.

E por fim, desfrutar do consolo de que nada ficará impune contra os pobres e oprimidos no juízo vindouro:

"Vejam, o salário dos trabalhadores que ceifaram os seus campos, e que vocês retiveram com fraude, está clamando contra vocês. O lamento dos ceifeiros chegou aos ouvidos do Senhor dos Exércitos." (Tg. 5.4)

Mais Uma Vez Elas Melhoram a Nossa Vida!

Foi o que aconteceu nessa manhã mais uma vez. As misericórdias do Senhor se renovam. E o que mais acontece a partir daí?

Quando as misericórdias do Senhor se renovam, com elas se renova também a vida. E as vivências podem ser melhores.

O que é ter as misericórdias do Senhor renovadas? É o milagre da vida nos compartilhado mais uma vez.

Havendo um milagre para se viver, qualquer outro milagre pode acontecer nesse dia para completar a vida.

Quem começa o dia convicto de que já se levantou sob o olhar generoso de Deus, só pode esperar dEle o melhor e também oferecer o melhor, por gratidão.

Então a lembrança das misericórdias renovadas pela manhã pode fazer a nossa vida bem melhor mesmo. 

Lembre-se, agradeça e viva esse dia, todo dia, sob o olhar das suas misericórdias.

quarta-feira, 9 de janeiro de 2013

Pescadores Aqui e Ali

Pescadores de peixes e pescadores de homens. Esses eram os discípulos de Jesus.

Não deixaram de pescar homens. Não deixaram de pescar peixes.

Eles deixam tudo e seguiram a Jesus prontamente. Mais tarde porém, depois da ressurreição, lá estão eles novamente no mar de Tiberíades - dando continuidade à vida. Pescaria em quantidade de atacado.

Jesus os encontra nesse situação. Não os reprova. Colabora com eles. E depois participa da recompensa da pesca (Jo. 21.1-14).

E na informalidade daquele churrasco de peixe, Jesus reafirma a vocação de Pedro como pescador de homens.

Pescar homens não nos impedi de continuar pescando peixes. E pescar peixes não pode nos impedir de pescar homens.

Graça Sobre Graça

A Plenitude de Jesus trouxe "graça sobre graça" (Jo. 1.16). "Graça sobre graça"?   

É mais graça ainda acrescentada sobre a graça que já se desfruta, num jorrar contínuo de vida e para a vida. A vida eterna e a vida agora.

Quem renuncia a promiscuidade e encontra na vida conjugal prazeres e prazer na fidelidade encontrou graça sobre graça.

Aquele que se esbaldava na glutonaria e bebedice e hoje se alimenta de maneira saudável e inteligente desfruta de graça sobre graça.

O homem que abandonava filhos e esposa para as noitadas da vida e hoje tem prazer no lar e no sono já desfruta de graça sobre graça.

Jesus é assim: Ele não estraga prazeres. Ele acrescenta prazeres ainda mais prazerosos. Ainda que o prazer seja sofrer aos Seus pés até que passem as calamidades e sejam criados novos prazeres. Prazeres legítimos porque ele é "cheio de graça" e também "de verdade" (Jo. 1.14).

segunda-feira, 7 de janeiro de 2013

Amar do Meu Jeito?

É muito comum conflitos e reclamações entre casais que se amam. E dentre as queixas comumente alguém se defende: "Eu amo do meu jeito".

Sim. Normalmente temos um jeito próprio, uma maneira de demonstração de nosso amor. Mas, quando amamos do nosso jeito não ultrapassamos o limite entre o cômodo e o sacrifício. 

Então, amar do jeito próprio quando não se atende a necessidade da pessoa amada é incompetência amorosa.

Que tal descobrir as "linguagens de amor" do seu cônjuge, do seu filho, daqueles que o cercam? 

A linguagem do amor da minha filha Jamily é atenção. Não importa muito o que estivermos fazendo juntos, importa pra ela estarmos juntos. Parecido acontece com a Mara. Já o Thales eu preciso presenteá-lo nem que seja uma "coisinha a toa" quando chego de viagem, por exemplo.

Tem gente que precisa mais de toque, de toque abnegado e não interesseiro.

Qual é o desafio da vivência do amor? Descobrir o jeito do outro se sentir amado.

Tudo Acaba em Pizza?

Moisés fez muito parecido com aquilo que Deus recomendou. Deus o mandou pegar o símbolo de pastoreio e poder (a vara), e ele o fez. Deus o mandou falar, e ele falou. Só que ele falou com o povo na presença da rocha e não com a rocha como Deus havia mandado. E por fim, ele golpeia a rocha com a vara, com que devia ter falado (Nm. 20.1-13).

Moisés distorce o propósito de uso da vara. Moisés fala com o povo e não com a rocha. Ele bate duas vezes na rocha quando deveria ter falado uma única vez.

Resultado? Não pode entrar na Terra Prometida.

Deus não aceita o "jeitinho brasileiro" onde tudo "se pensa" acaba em pizza. Ele faz diferença entre quem o serve com integridade e aqueles que não consideram a Sua vontade.

Deus sabe que toda vez que nos levantamos contra a sua vontade é contra a Rocha (1 Co. 10.3-4) que estamos golpeando. E golpear a Rocha é torná-la "pedra de tropeço" e não base para uma sólida construção.

Deus recompensará aqueles que fazem a sua vontade e sabem que nem tudo acaba em pizza diante dEle.

quinta-feira, 3 de janeiro de 2013

Não Bata Dua Vezes

"Não bata duas vezes?" Não é tema agora sobre educação de filhos, nem sobre o quanto devemos buscar o Senhor. O assunto são as Águas de Meribá (Nm. 20.1-13).

O povo se reuniu contra Moisés, num ato coletivo de murmuração, porque na peregrinação passaram sede e muitas outras vontades. 

O que Moisés fez? Ele feriu a rocha por duas vezes. E o que Moisés deveria ter feito? Falado com a rocha. E qual o resultado? Água pra beber misturada à disciplina do Senhor. Nem sempre os fins justificam os meios.

Sabemos por revelação neo-testamentária que aquela rocha era símbolo de Cristo (1 Co. 10.3-4).

O que podemos aprender? Qual a lição?

Fazer parecido com o que Deus recomenda e ainda ter algum resultado não garante a Sua  aprovação. Moisés quase fez o que devia fazer, mas o fez diferentemente. E pecou.

O que você tem feito com a sua casa? E seus filhos? E seu cônjuge? E seu trabalho? É apenas um pouco diferente do que Deus recomendou? Cuidado!

quarta-feira, 2 de janeiro de 2013

Como Acontece Um Milagre?

Milagre é a intervenção do extraordinário. O que acontece todo dia, toda hora, com todo mundo, não é extraordinário. O milagre é esporádico.

E como se manifesta o extraordinário?

Não é apenas a manifestação unilateral do sobrenatural.

Há também a contribuição do natural, ou a intervenção nele.

Milagre é a intervenção sobrenatural a partir de algo natural ou simplesmente em algo natural. Não é a fé sozinha e por ela mesma.

"Moisés o que tens nas mãos?" Ele tinha uma vara e ela é transformada numa cobra.

E o mar vermelho? Se abriu depois de soprar nele um vento por toda a noite.

Enfim, o que temos além da fé para desencadearmos um processo de milagre? Que seja levantar cedo. Poupar ou investir. Correr. Procurar um médico. Dedicar algumas horas em oração, apresentar um projeto etc.

O que está esperando?

terça-feira, 1 de janeiro de 2013

Ninguém Pode Comer 20 Pratos Por Dia

Quantas toneladas de comida serão jogadas no lixo depois da festa da virada?

Por que a fartura impensável de muitos não podem suprir a falta de poucos?

Por que as pessoas comem como se nunca mais pudessem comer igual?

Quanta gente chorou nessa passagem de ano?

Quantas mães choram ainda os seus filhos?

Quantos filhos esquecidos na solidão?

O que podemos fazer?

Temos o ministério da reconciliação e fomos criados para as boas obras. 

Aproveitemos as oportunidades. Ora pois!

A Mágica da Virada (00:00h)

Quando o relógio bate às 00:00h que divide um ano do outro... O que acontece?

A vida muda? Nessa virada passamos para uma nova dimensão? Mais espirituais? Mais ricos? Ou menos endividados? Com maiores possibilidades profissionais? Adquirimos mais força e sabedoria?

Promessas e votos são multiplicados como se eles tivessem poder transformador.

Alguns até vestem cores que supostamente podem cooperar nessa boa sorte.

Não nos enganemos. A vida continua a mesma, salvo se formos transformados. Se a nossa visão, atitude, valores, caráter, comportamento etc forem transformados então teremos as coisas transformadas ao nosso redor.

Mudança de vida, das coisas e dos outros começa antes dentro do nosso próprio peito.