Sinta-se Em Casa

Entre. Puxe a cadeira. Estique as pernas. Tome um café, e vamos dialogar com a alma.



quarta-feira, 31 de outubro de 2012

Nossa Reforma Brasileira

Quais os benefícios da Reforma Protestante? E quais as consequências dos países que não aderiram a Reforma?

 "No período de um século, os países cristãos se tornaram mais democráticos, materialistas, informados e zelosos dos direitos da mulher e da liberdade civil, do que uma terra muçulmana". (Geoffrey Blainey)

Quais os desdobramentos? Como a Igreja Brasileira administrou essa influência já que a nosso berço é mais católico?

A Igreja Brasileira se tornou oligarquias fechadas, altamente clericais. Temos "papas". Onde a Reforma?

Materialistas sem profissionalismo. É a busca desesperada pelos bens dessa terra, e querendo tudo de "mão-beijada" sob as custas de baratas peregrinações em suas campanhas. Onde a Reforma?

Informados? A Igreja Brasileira "emburreceu", salvo os movimentos mais sérios. Onde a Reforma?

Direitos da mulher? A Igreja se ocupou mais com a discussão do que elas deveriam. As mulheres se tornaram presa fácil daqueles que sofrem da "síndrome de Adão". Onde a Reforma?

Direitos civis? Somente aquele de colocar no poder representantes que não representam a ética do Reino. Somos mais parecidos com a religião que nos colonizou. Precisamos de uma Reforma Brasileira?

O que Se Comemora 31 de Outubro?

O que se comemora hoje? A resposta de muitos é: "Dia das Bruxas" - o tão famoso "Halloween". Até algumas Igrejas chamadas evangélicas estão fazendo a versão gospel da festa.

No entanto, não podemos deixar de dar a resposta certa: HOJE É DIA DA REFORMA PROTESTANTE que tem como marco o Castelo de Wittenberg, onde Martinho Lutero fixou suas teses contra as doutrinas e práticas da Igreja. Ele era monge e pároco. Num retiro leu a carta aos Romanos (1.16-17) que fala sobre a justiça de Deus revelada de fé em fé no Evangelho. Creu na sã doutrina e se viu livre das indulgências e do clericalismo.

Ele queria uma reforma, mas provocou uma cisão da qual somos frutos como Protestantes. Aliás, o que a Igreja Evangélica protesta hoje? A Igreja Evangélica se tornou a versão "light" do Protestantismo. Os nossos púlpitos viraram palanques eleitoreiros. Cada qual defende o próprio arraial. Tem Igreja pra todo gosto. E os princípios reformados?

Precisamos astear novamente essa bandeira: 

"Só a Graça, 

Só pela Fé,

Só por Jesus, 

Somente a Escritura 

e a Glória somente a Deus".

terça-feira, 30 de outubro de 2012

Palavras de Vida Eterna?

Muitos foram embora depois de ouvir duras palavra da parte de Jesus. Foi aí que ele perguntou aos seus discípulos se também não queriam ir. Ao que Pedro respondeu: "Para quem iremos se só tu tens as palavras de vida eterna" (Jo. 6.68). Algumas versões trazem "palavras da vida eterna".

Se fosse "palavras da vida eterna" significaria que "a vida eterna tem como posse palavras próprias". Essa ideia é bíblica também porque a Bíblia afirma que a vida eterna nos foi revelada no Evangelho (2 Pe. 1.16-21).

No entanto, o texto literal do grego é: "palavras de vida eterna". O que significa que "as palavras de Jesus trazem vida eterna". Isto é, a vida eterna é proporcionada a partir do Evangelho. Quem quiser ser salvo encontra no Evangelho a revelação da vida eterna e a própria vida eterna.

segunda-feira, 29 de outubro de 2012

Todo Dia, Um Dia

Considerar o passado e projetar o futuro é bom, mas o hoje é o que importa em matéria de seguir a Jesus.

Quanta Graça na Vontade de Comer

Precisamos dormir, comer, beber, e outras necessidades mais. Você já pensou se tivéssemos que realizá-las mecanicamente, sem um pretexto natural? 

Dormir sem ter sono, comer sem fome, beber sem sede, nos reproduzir sem prazer...? Seria terrível. Aliás, quando temos que suprir alguma de nossas necessidades básicas sem a graça do prazer e da preparação natural se torna indigesto.

Como Deus é bom. A sua graça nos alcança todo dia não só quando temos o que comer, mas quando temos vontade de comer. 

sexta-feira, 26 de outubro de 2012

Operação Kerigma

Há muitos fizemos alguns Eventos de evangelização chamado "Operação Kerigma". É válido, mas não pode ser um Evento esporádico ou sazonal. Precisa fazer parte de nosso estilo de vida.

Louvores no Jogo do Arsenal

Olha o que 91 mil pessoas cantaram antes do jogo entre Arsenal e Cardiff, em 1923: "Abide with me" foi uma homenagem ao hino preferido do rei George V:

Habita em mim;
A noite cai depressa;
A escuridão aumenta;
Senhor, habita em mim.

O que cantariam hoje? Lindas músicas, com melodias sacras, mas sem a mensagem bíblica? Não foi assim nas Olimpíadas de Londres?

Quando o Senhor não mais é o Deus dos governantes o povo desanda e sofre.

Que referência temos sido como "pais e mestres"? O que cantariam em nossa homenagem?

O Nome e os Nomes

O mundo foi criado pela Palavra. E o que fez a Palavra ao criar? Deu nomes. E o que deveria fazer Adão? Dar nomes. 

Quanto significava um nome? Toda projeção futura e até sinônimo de definição de caráter.

E depois da queda qual foi o problema na Torre de Babel? Ter um nome soberbamente glorioso.

O que temos de mais precioso? O bom nome (Pr. 22.1). 

O que é a busca da fama? Ter o nome bem quisto e aclamado.

E o nome daqueles que forem encontrados no livro da vida? Os seus nomes serão substituídos por um novo nome (Ap. 2.17).

E Jesus? Também terá um novo nome (Ap. 3.12). Mas, de uma coisa sabemos sobre o Alfa e o Ômega: Ele terá escrito em sua própria coxa: Rei dos reis e Senhor dos senhores. E diante do nome de Jesus todos se prostrarão e o confessarão (Fp. 2.10-11).

Sendo assim, resta-nos cuidar bem de nosso nome e honrar o Nome que está sobre todo nome, pois o nosso próprio nome não mais será conhecido para que a glória seja somente dAquele que merece.

Em nome do Nome.

quinta-feira, 25 de outubro de 2012

Discernindo o Próprio Orgulho

Qual a primeira pessoa que você lembra quando sonha algumaconquista?

Imagine você dentro daquele carro ou daquela casa. Quem sabe com aquele (a) garoto (a). Ou simplesmente sendo honrado em sua carreira profissional.

Imaginou? Quem estava olhando pra você? O que as pessoas comentavam? Estavam lá pessoas que ao vê-las olhando você, fará você sorrir por dentro? Você imagina que vão comentar super bem de você?

Pois é, quando a motivação e  o alvo não é a glória de Deus estamos nos orgulhando. Quando os outros e o que pensam de nós é o que mais importa estamos nos orgulhando. Sabe por quê? Pela falta de reconhecimento de que tudo é dele, por ele e para ele (Rm. 11.36).

quarta-feira, 24 de outubro de 2012

Quando Desistir é Melhor

Eu sou um brasileiro que desiste quando é necessário. 

Falamos tanto de perseverança e nem percebemos que a insistência com o que não deve é teimosia e até obstinação, pecado pior que a idolatria (1 Sm. 15.22-23). 

Desistir é melhor quando o livro não é o que você esperava e se pode ler coisa melhor.

Desistir é melhor quando a honra dos seus mais queridos é sobrepujada por desejos passageiros.

Desistir é melhor quando a família é terceirizada sob o pretexto de melhores condições pra ela mesmo.

Desistir é melhor quando o dinheiro e somente ele é o critério de desempate para decisões de mudança.

Desistir é melhor quando as pessoas são trocadas por coisas.

Desistir é melhor quando não se encontra prazer e realização naquilo que se faz todos os dias.

Desistir é melhor quando há uma nova possibilidade de se encontrar na carreira que sempre se desejou.

Desistir é melhor quando claramente se vê perigos de morte  como consequência de um desejo incontrolável.

Desistir é melhor quando persistir é contrário ao bom senso encontrado na multidão dos conselheiros.

Desistir é melhor quando claramente as Escrituras mostram outro caminho.

Desistir é melhor quando as coisas não fluem e todos os obstáculos anunciam que a insistência pode tornar tudo pior.

Enfim, desistir é melhor quando insistir não vale mais a pena.

terça-feira, 23 de outubro de 2012

Lobbytas e Lobos


Sabe aquele grupinho de companheiros mensaleiros que articulam, fazem manobras... para que cada um ganhe ainda que muitos percam? Lobbystas.

Há lugares onde todos esperam que isso aconteça. Nãé novidade na Política e até na Polícia. E na Igreja?

Vergonhoso e contraditório porque a Igreja deveria ser regida sob os princípios da ética e da justiça. Por quê? Não simplesmente porque todos esperam, mas sobretudo porque deveria refletir o que Jesus espera a partir de Sua própria natureza (2 Pe. 1.3-4).

Eis a questão: a Igreja foi posta para refletir o caráter de Deus ainda que os homens sejam falhos. Tudo o que seja diferente disso é procedência maligna e mensagem de lobos.

Ausência


Ter, possuir, manter... nem sempre é a melhor sensação. O que melhor nos comunica sobre o ter é o não ter.

A ausência, a falta, o vazio, o vácuo... nos faz lembrar da importância do que não temos ou já tivemos.

Não quero refletir sobre o valor que devemos dar enquanto temos. Não quero colocar a ênfase na perda.

O que quero é valorizar a ausência, a privação, o não ter. 

A ausência pode ser uma bênção maior porque gera saudade, provoca reflexão, promove elasticidade, criatividade e novas possibilidades... É na privação que encontramos a provisão, e pode ser uma provisão diferente daquela que esperávamos.

segunda-feira, 22 de outubro de 2012

O Nada Acima do Tudo

Pais que gritam porque os filhos deixaram as coisas fora do lugar. Esposas que brigam porque novamente o marido chegou depois do horário do almoço. Maridos que agridem porque a comida está muito salgada. Cobranças exaustivas porque não se tem agenda pra família. Não dá pra brincar com os filhos nem sair com a esposa, e muito menos com os pais ou visitar parentes.

Deixar as coisas fora do lugar, não chegar no horário combinado, comida salgada e desprezar a família são coisas realmente desagradáveis. Mas, gritar, brigar, agredir e cobrar demais resolvem? Será que as coisas não ficam pior?

Não podemos colocar "o nada acima do tudo". Acima das coisas estão as pessoas. As coisas são usadas e descartáveis. Já as pessoas precisam ser amadas. 

Então há jeito pra se falar com as pessoas. Não crie um clima desagradável em seus relacionamentos. Busque no Senhor a mansidão, a longanimidade e o domínio próprio em situações que irritam você, e curta mais os seus.


quinta-feira, 18 de outubro de 2012

Amanhecer

Hoje gostaria de ter despertado a alvorada a fim de imitar alguns personagens bíblicos. "Antecipo a aurora e imploro, esperando pelas tuas palavras" (Sl. 119.147).

Eu precisaria ter despertado a alvorada por causa da demanda de algumas tarefas. E ainda mais porque a morte que não respeita nossa agenda chegou para o irmão de uma ovelha, e naturalmente estaremos juntos.

Hoje o meu corpo não gostaria de despertar a alvorada. Mostrou-se rastejante, numa vontade absurda de continuar largado.

Enfim, depois de despertar um pouco depois da alvorada e ter tido um tempo de palavra, oração e louvor, me sinto desafiado para esse dia. Dia em que eu espero que termine mais cedo para que a alvorada do amanhecer seguinte não seja prejudicada.

quarta-feira, 17 de outubro de 2012

Filho da Mãe?

Ontem fiquei muito chateado e preocupado a partir de duas situações que aconteceram fora da minha família. A primeira: "Um aluno perguntou chorando ao professor: "Você acha que eu sou gay?". O professor respondeu que não e o aluno complementou: "É que eu fui dar um beijo no meu pai, na hora de dormir, e ele falou para eu parar com essa coisa de boiola". Já a segunda situação: "Ele tem só treze anos e manda na mãe".

O que estão fazendo esses pais permissivos? O primeiro está provocando um sentimento extremamente perigoso porque não supre a carência afetiva. Aquele garoto terá que mais tarde suprir essa falta. E ele terá a oportunidade de compensação nos braços de quem?

E o caso do garoto que domina a mãe? Ela perdeu a autoridade antes, muito cedo. E hoje na adolescência ela se tornou escrava das vontades do filho. E se essas vontades não forem feitas ele terá que culpar ou agredir alguém, que nesse caso será a mãe. Esse é um verdadeiro "filho da mãe coitada".

Como o Criador aborda o primeiro caso? O pai está provocando no filho a ira (Ef. 6.4). Sim a ira. Mais tarde essa carência toda buscará compensação por causa de um sentimento de reprovação para com a atitude do pai. Reprovação com sentimento de ferida aberta.

Aquele que criou a família também aborda o caso da mãe que perdeu o controle. "A vara da correção dá sabedoria, mas a criança entre a si mesma envergonha a sua mãe". (Pr. 29.15)

E então? Querido pai e querida mãe você permitirá que seu filho esteja entre os "filhos da mãe imprudente". E olhe que as maiores consequências quem sofrerá será ele. Por amor discipline-o!

terça-feira, 16 de outubro de 2012

Incoerência Na Medida Certa na Globo e na Igreja

Vi alguns posts, no face, sobre o Ronaldo "Na Medida Certa" e algumas (ou muitas) crianças famintas. 

O que poderia ser feito com R$ 6 milhões? Quantas crianças seriam socorridas? Quantos pratos de arroz com feijão?

E daqui algum tempo a clemência será para que eu e você possamos doar para o "Criança Esperança".

A Globo é incoerente? O que esperar de uma empresa com fins lucrativos? 

Pior é assistir a incoerência de um povo chamado Igreja que se define como instituição filantrópica e missionária.

Eu faço parte da Igreja de Jesus - que inevitavelmente é humana - e me entristeço quando os missionários e obreiros legítimos são colocados em quinto plano. Por quê? Porque precisa trocar o piso, comprar cadeiras estofadas, melhorar a faixada etc. Coisas essas boas, mas secundárias.

Melhorias devem ser feitas não em detrimento da obra missionária, pois enquanto milhões são gastos com vaidades suntuosas outros milhões de almas deixam de ouvir o Evangelho da Salvação.

segunda-feira, 15 de outubro de 2012

Parabéns Professores. Olhem Para o Mestre dos Mestres!

A Criação foi perfeitamente didática. O Grande Professor ensinou sobre a sua Voz poderosamente criativa: "Haja...".
A "gênese" do mundo foi realizada e contada sequencialmente, de maneira ordeira.
O Criador também amou profundamente a sua criação e demonstrou o Seu amor de maneira empírica. Não foram somente palavras. Falando em palavras, nas de Vygostky só há aprendizado vivenciando, experimentando, provando, tocando... o conteúdo.
Foi assim que o Criador fez. Ele não apenas disse "eu amo você", Ele se tornou carne entre nós. Ele é Emanuel (Deus Conosco).
E como se não bastasse, entre os homens, Ele se tornou o Mestres dos Mestres.
Então professor (a) olhe para o Criador, olhe para Jesus, e terá lições incríveis. Parabéns!

domingo, 14 de outubro de 2012

Questionamentos ao Povo Chamado de Deus



Sabe o que ocorre? Estamos perdendo a perspectiva da missão. A Igreja tem se tornado um clubinho gostoso. Onde o discipulado? Quando a entrega para a oração?

Os nossos cultos tem se tornado uma "passarela de modelitos". É verdade que prefiro pastorear uma igreja com gente bem cuidada e bonita, mas a missão de alguns se resume a desfilar.

A Igreja virou ponto de encontro, pelo encontro em si. O encontro de futebol por causa do futebol. O encontro dos comes e bebes por causa do ventre. O informal “encontro da estética” para falar somente sobre cosméticos, beleza e moda. E aquelas mulheres piedosas que compartilham a fé, que choram juntas as dores da vida, a preocupação com o progresso do Evangelho?

E a obra missionária? Que vivam os missionários pela fé. E alguns acham viver pela fé quando compram sem dinheiro. “Compras pela fé”; ofertar pela fé é “fé demais”.

É gente tratando os relacionamentos como se não existisse o diabo e suas armadilhas. Namoro sem discernimento espiritual, educação de filhos terceirizada aos padrões desse mundo, casamento como se fosse um contrato pessoal e particular sem comprometimento do lar com o Reino.


E o individualismo? É cada um por si, Deus por todos. Decisões sobre namoro, casamento, filhos, mudanças, compras grandes que vão mudar o estilo de vida etc, sem ao menos um pedido de oração.

Onde vamos parar? O que estamos fazendo aqui? Para que fomos chamados?

(Obs.: esses questionamentos foram feitos publicamente ao povo pelo qual haveria de prestar contas).

sexta-feira, 12 de outubro de 2012

Oh! Que Saudades... da Minha Infância Querida

Minha amiga Nazareth, lá de Biritiba, postou no face esse trecho da poesia de Casemiro de Abreu: 
Oh! que saudades que tenho
Da aurora da minha vida,

Da minha infância querida
Que os anos não trazem mais!
— Que amor, que sonhos, que flores,
Naquelas tardes fagueiras
A sombra das bananeiras
Debaixo dos laranjais!


Quem não tem saudades de uma infância sem os perigos da pedofilia? Hoje criança se tornou alvo da marginalidade. E no protecionismo para não marginalizá-las muitas se tornam marginais.
Quantos casos bizarros. O mais atual é aquele suposto profeta do Piauí que encerrou 120 pessoas numa casa dizendo que o mundo acabaria hoje, dia 12 às 16h. E dentre eles crianças que precisaram sofrer a intervenção da polícia e do Conselho Tutelar.
Vamos promover ações e projetos que cultivem uma infância alegre, da qual se sentirá muitas saudades.
Criança precisa arrumar a cama e dormir à vontade também.
Criança não pode ser amordaçada, mas precisa respeitar os mais velhos.
Criança tem de estudar e brincar também.
Criança deve ter acesso a tecnologia e também estímulos a fabricar seus próprios brinquedos.
Criança precisa comer verduras e também doces gostosos.
Criança precisa ser livre e também ouvir não.
Criança também peca, por isso também precisa de Jesus.

(Obs.: texto escrito por quem jogou  futebol na rua, bolinha de gude, empinou pipa, "pulou-sela", esconde-esconde, sorriu, chorou, ouviu histórias da Bíblia, foi disciplinado, passeou com os pais e primos, e tem saudades da infância querida).

quinta-feira, 11 de outubro de 2012

Viver Mutilado é Mais Difícil e Melhor

"Se a tua mão ou o seu pé o fizerem tropeçar, corte-os e jogue-os fora... E se o teu olho o fizer tropeçar, arranque-o e jogue-o fora." (Mt. 18.8-9)
O que significa a mão, o pé e o olho? Tudo aquilo que não é secundário, antes porém, é de fundamental importância para a nossa vida. Trata-se da renúncia de coisas que vão alterar a nossa rotina.
Perder esses membros implica padecer muitas limitações e dificuldades.
Quem deseja agradar a Deus e desfrutar "dignamente" da eternidade precisa se submeter a uma condição de renúncia, ainda que dificulte a caminhada. 
O caminho da vida não é estreito? Ou se tem tudo e se pode todas as coisas para perder o que o homem pode ter de mais valioso: a comunhão e celebração da vida eterna.


terça-feira, 9 de outubro de 2012

Ele Perguntou: "Por que Não Conheci Jesus Antes?"

A glória de Deus pode ser vista na natureza, mas a salvação eterna é somente no Evangelho. E nós precisamos pregá-lo.


Educação Teológica aos Ribeirinhos

SEARA significa Serviço de Evangelização e Assistência aos Ribeirinhos do Amazonas. Esse filme foi gravado num flutuante na base da missão Palavra da Vida. Passamos uma semana em Módulos de Teologia. Tinha dezesseis comunidades que distavam entre três horas a doze horas de viagem pelos rios.


segunda-feira, 8 de outubro de 2012

FAMÍLIA: Meu Primeiro Ministério

Questiono a legitimidade de grandes ministérios e de obreiros considerados bem-sucedidos quando eles não honram suas esposas, filhos e vida particular como base para alçar seus vôos.
Paulo aos presbíteros de Éfeso recomendou que cuidassem da Igreja e de si mesmos (At. 20.28). Claro que o cuidado não pode ser descompensado, afinal "o exercício físico tem proveito menor que a piedade" (1 Tm. 4.8). Equilíbrio é o caminho.
"Whitefield cultivava o mesmo hábito de John Wesley: acordar cedo. Não havia um minuto a perder. Para a vida da família, porém faltava tempo. Como não viviam bem com as mulheres, os dois raramente apareciam em casa". Essa citação, feita por Geoffrey Blaney, em "Uma Breve História do Cristianismo" é comprometedora.
Esses grandes pregadores podem ser modelo na maneira como oravam e pregavam. A dedicação exaustiva deles serve como modelo de homens abnegados. No entanto, se a citação acima procede ninguém poderia deixar de ouvir a Bíblia como justificativa de uma suposta exceção de Deus.
A Bíblia diz que quem não governar bem, isso mesmo "governar bem" a sua própria casa não tem o direito de cuidar da Igreja de Deus (1 Tm. 3.4-5). Esse texto de qualificação do obreiro aponta o "governar bem" para a casa e não pra Igreja. O raciocínio é simples: ninguém que governe bem a sua casa governará mal a Igreja de Deus, e ninguém que governe mal a sua casa governará bem a Igreja de Deus.
Se a vida de alguém transmite que não é assim é engano e procedência maligna.
Família é tão sério que se alguém abandonar os de sua própria casa é pior que um descrente (1 Tm. 5.8). E olha que é uma referência de uma carta pastoral.
A nossa tarefa é arduamente dupla. Aliás não gosto de separar. A Família Igreja e a família lar são as únicas instituições de Deus e devemos celebrá-las em harmonia.
O nosso sacerdócio é lá e cá simultâneamente. E não existe sacerdócio sem oração, assim como não existe oração ouvida sem o discernimento do lar (1 Pe. 3.7).
Queridos colegas de ministério vamos vigiar para que depois de termos pregado a outros não sejamos nós mesmos desqualificados(1 Co. 9.27).

domingo, 7 de outubro de 2012

Caio Fábio É Um Quaker?

Os quakers aprenderam que as igrejas deviam ser simples, sem adornos, pois George Fox, o fundador, chamava a sua igreja de"casa de reuniões" e as outras de "campanários".

Eles foram fundamentais nas denúncias sociais contra o sistema carcerário da época, do qual foram vítimas, e também se levantaram contra a guerra.
 
Os quakers não comemoram festas tradicionais como o Natal, pois "todo dia é aniversário de Cristo". Eles acreditavam ainda que a Ceia deveria estar em todas as refeições.
 
E o que o Caio tem a ver? Ele optou por uma vida de simplicidade ao que parece, do lugar onde dar as suas entrevistas. E afirmou que essa casa é emprestada e a decoração tem pedras tiradas de entulhos. Também busca exercer uma postura profética no sentido de confrontação. Pena que perdeu muito da moral que tinha.
 
Outro detalhe curioso é que os quakers se colocaram de maneira separatista das outras igrejas e o seu fundador, George Fox, usava cabelos longos e terminava com um rabo.
O Caio Fábio afirma que se libertou das filosofias eclesiásticas que "castram" (termo que ele gosta de usar). Claro que é uma postura questionadora e isso é bom, mas muito perigosa entre os mais imaturos.
 
E sobre o rabo de cavalo está aí. Paulo já falou sobre a questão aos coríntios.
 
Deixando as críticas e os elogios, qualquer semelhança pode ser mera coincidência, pois não sei onde, exatamente, o Caio costuma beber. Talvez dos quakers...
 

sábado, 6 de outubro de 2012

Bolsa de Valores e Igreja: grandes negócios

"Igualite, Fraternite, Liberte" foram os ideais da Revolução Francesa. Ideais que lembram a Igreja do Primeiro Século. 
O Comunismo de Marx defendia a igualdade por uma sociedade mais justa. 
A Igreja Primitiva também lembrava essa filosofia de vida. 
Tanto os ideais da Revolução Francesa como o Comunismo se mostraram utópicos. Lindos no papel para a sociedade e a Igreja de nossos dias, mas inviável na prática. 
E o capitalismo selvagem? Esse em nada lembra a Primeira Igreja Cristã, mas se parece muito com a Igreja de nossos dias.
A força motora é a conquista. A vida se resumiu a conquistas pessoais. Busca-se o melhor dessa terra. É o que se canta, e o que se quer ouvir, e o que se prega, e o que se ora. Se não for assim não tem sentido. 
Podemos chamar de Igreja essas "fábricas de conquistas"? 
Onde o Evangelho do repartir o pão, dar aos pobres, ajuntar tesouro nos céus e não onde a ferrugem destrói e o ladrão rouba? 
Onde a mensagem para pensarmos nas coisas lá do alto? 
Onde a disposição em sofrer o prejuízo por amor ao Evangelho? 
Essa foi a mensagem de nossos pais. Eles viviam pela fé. Hoje viver pela fé se tornou gastar e comprar, depois fazer campanhas e participar de unção para pagar. 
E se alguma coisa der errado já classificamos o diabo como sujo. A guerra espiritual agora não é entre a Igreja que milita a causa do Evangelho e os opositores do mesmo. Hoje a guerra é contra as castas que querem impedir o meu sucesso particular. 
Até os pastores entraram nessa e suas Igrejas agora disputam uma fatia maior no rentável mercado da fé. 
Jesus dizia que quem não é contra é a favor. Hoje os demônios, agentes do pai da mentira, são testemunhas contra a "concorrência". Hoje é cada um por si e Deus por mim. 
E a Igreja? A agência que legitima a benção do individualismo. Juntos só pra ver quer recebe primeiro. E se o irmão não recebeu ele tem que orar mais - faltou fé. 
A Bolsa de Valores é o grande símbolo do Capitalismo Selvagem, e da Igreja também.
Aliás, a Igreja pode ser a maquete da Bolsa. Uma maquete simplória porque usa o nome de Deus em vão. As "ações" estão nas mãos dos pastores e elas se valorizam dependendo de quanto se dá.

Chegando a Manaus para o Seminário Flutuante entre os ribeirinhos do Rio Abacaxis, onde dar e melhorque receber.

Os Bichos Daqui e Os De Lá

Já é a primeira hora da madrugada, minha janela está aberta, e a tela pintada à minha frente é arte do Criador: céu com algumas estrelas, mata fechada, e o reflexo da lua no majestoso rio Abacaxis,e nele um barulho curioso e intrigante de mergulho, asas batendo, grunhidos e a impressão de respirações ofegantes. 
Esses barulhos trazem um misto de admiração e espanto, já os que ouço na madrugada de meu quarto em São Paulo são só de espanto, nunca de admiração. 
Jovens gritando, se embebedando, muitos palavrões, gritos de mães que perderam seus filhos, carros correndo, polícia passando, xingamentos, cheiro de erva queimando, pó que suja a casa toda e o carro também, e muito do outro pó nas esquinas. 
Medo dos bichos? Que bicho? Do bicho que está em seu habitat natural? Ou medo do bicho homem que desestabiliza o habitat natural de outros homens? Que habitat? O meu tem só uma árvore no meu quintal e mais um pequeno limoeiro e um aceroleiro menor ainda. 
Aqui no Amazonas um grande gramado, lá ruas movimentadas por caminhões, carros e motos que não respeitam. 
Aqui estou ilhado de rios, lá afogado num bairro industrial. Como estão os pulmões de meus filhos? Por eles eu preciso mudar? Mas, o chamado não sou eu quem escolhe. 
Que selva é mais perigosa? Que bicho é mais cruel?

Fingir Que é Dor a Dor Que Deveras Sinto?

Desde o meu chamado, ainda garoto, desejei ir pelas nações. E fui! Hoje continuo indo, mas tenho uma esposa querida e três filhos maravilhosos. E agora?
Agora me sinto incapacitado emocionalmente. Estou aqui no Amazonas há quase uma semana e meu coração está em frangalhos.
É estranho. Ao mesmo tempo em que a saudade me machuca, sou aliviado por presenciar e fazer parte do alcance de Deus para os povos ribeirinhos.
É um momento de crise falar com a minha esposa e saber que passou sozinha por algumas lutas. É incômodo pensar que há provas especiais quando estou longe de casa.
Já no próximo mês é Curitiba. Serão três dias e eu já não consigo dizer: "apenas três dias". Não é apenas não.
Em Maio de 2013 tem Conferência em Manaus e eu espero levar a família. Então dá pra sonhar.
E o convite de Agosto do ano que vem? Se conseguir um documento será pra ficar um mês fora. Como ficar tanto tempo fora? Como ir pra tão longe sem a família? Será que estou disposto a pagar esse preço duríssimo? E se disposto estiver, teria eu condição e saúde emocional pra multiplicar por muitas vezes essa dor que é privilégio de  quem ama? 
Não sou capaz, como o grande poeta, "que chega a fingir que é dor, a dor que deveras sente".